NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

segunda-feira, 10 de junho de 2013

Em fim de semana violento, 19 pessoas são mortas no RN.

Dezenove pessoas foram mortas a tiros no Rio Grande do Norte no fim de semana (Foto: Marcelino Neto)
Vítimas foram mortas por armas de fogo ou facadas. Crimes ocorreram entre a noite da sexta e madrugada desta segunda (10).
Em final de semana violento, a Polícia Militar do Rio Grande do Norte registrou 19 mortes entre a noite da última sexta-feira (7) e a madrugada desta segunda (10). Os mais recentes aconteceram em Mossoró, no Oeste potiguar, onde um adolescente foi morto em uma casa que, segundo a polícia, servia como ponto de venda e consumo de drogas. Em Natal, um homem baleado foi encontrado com vida dentro de um poço, mas morreu durante o resgate. Nesta madrugada, ocorreram mais dois homicídios, sendo um em Serrinha, a 89 quilômetros de Natal, e outro em Assu, também na região Oeste do estado.

De acordo com a PM, o crime em Mossoró aconteceu no início da noite. Suspeitos armados com revólveres calibre 38 entraram no local e surpreenderam o rapaz, que estava acompanhado de outro adolescente. A outra vítima foi baleada na perna e no braço, mas foi socorrida e sobreviveu.

Durante a tarde do domingo um homem foi encontrado com vida dentro de um poço na comunidade Leningrado, no bairro Planalto.  Segundo o tenente Isaac, do 9º Batalhão da PM, a população informou que um corpo havia sido jogado no local. “Ele foi encontrado com vida, mas ainda durante o resgate, morreu”, contou o oficial.

Em Serrinha, um rapaz de 25 anos foi morto a tiros. Apesar de não ter detalhes do crime, a PM informou que um suspeito de 20 anos foi preso na região. Outro homem foi morto com golpes de faca, por volta das 2h30 em Assu. Dois suspeitos também foram presos suspeitos de participação no homicídio.

Outras mortes
Um comerciante de 42 anos foi morto durante assalto ao mercadinho dele, no bairro Igapó, na zona Norte de Natal. Segundo a polícia, dois homens armados chegaram ao local a pé e roubaram dinheiro e a moto de um funcionário. Antes de fugir, os suspeitos atiraram contra o dono do estabelecimento. Ele foi socorrido para o Hospital Santa Catarina, mas não resistiu aos ferimentos. Segundo os funcionários, Ivan Pereira Brito não esboçou qualquer reação antes de levar os tiros.

Dois corpos foram encontrados na manhã do domingo (9) na Grande Natal, ambos com marcas de tiros. Os dois crimes tiveram características de execução e aconteceram emMacaíba e em São Gonçalo do Amarante. No primeiro, um garoto de 13 anos foi encontrado baleado duas vezes na cabeça. Ao G1, o tenente Dênis Quirino afirmou que o menino foi assassinado na BR-304, onde costumava se prostituir. “Ele se vestia de menina. Usava até peruca”, disse o oficial. O irmão da vítima, ainda de acordo com o tenente, foi ao local do crime e fez o reconhecimento do corpo. “Infelizmente a lei do silêncio impera no local. Ninguém viu ou ouviu nada”, acrescentou Quirino.

O outro corpo foi encontrado na comunidade de Guajirú, em São Gonçalo do Amarante. A vítima foi identificada como Djalma Viana, pedreiro de 33 anos. “Ele foi achado com três tiros na cabeça, o que caracteriza crime de execução”, acrescentou o tenente, informando que o corpo foi encontrado por populares que passavam pela rua José Luiz da Silva.

Ainda na madrugada do domingo, a PM havia noticiado a morte de Francisco Sérgio da Silva Júnior, de 23 anos. Ele foi morto a tiros no cruzamento das ruas Antônio de Almeida Lustosa e Dos Cometas, no bairro Planalto, zona Oeste de Natal. Francisco trabalhava como servente de pedreiro. Ele foi atingido por tiros na cabeça e no peito e morreu na calçada de uma padaria. Também não há pistas dos suspeitos e ainda não se sabe o que motivou o crime.

O primeiro dos homicídios foi registrado ainda por volta das 19h da sexta, no município de Mossoró, região Oeste potiguar. O crime aconteceu na rua Flávio Paula, ao lado da praça do conjunto José Agripino. A vítima, Marcelo da Silva Macedo, de 21 anos, foi alvejada com vários disparos de arma de fogo. Ele pilotava uma motocicleta Pop de cor preta quando foi surpreendido por dois indivíduos que estavam em outra motocicleta. A mãe dele contou à polícia que o filho não tinha envolvimento com negócios ilícitos ou drogas.

Mais tarde, por volta das 22h30, outro jovem foi assassinado em Mossoró. Aconteceu no bairro Santo Antônio. A vítima foi identificada como Gilberlanio Silvestre Rocha, de 20 anos. Segundo a PM, o rapaz trabalhava como aplicador de película. Ele foi alvejado na cabeça e no peito por indivíduos não identificados. Os criminosos fugiram numa moto. Gilberlanio ainda chegou a ser socorrido pelo Samu ao Hospital Regional Tarcísio Maia, mas não resistiu e morreu na sala de cirurgia.

Ainda no final da noite da sexta, outras três pessoas foram assassinadas no estado. Dois dos crimes aconteceram em Natal. O outro, na cidade de Santa Cruz, a 111 quilômetros de Natal. Na capital, foram mortos Francisco Paulino da Silva, de 57 anos, baleado na rua Pedrinho Bezerra, no bairro Felipe Camarão, na zona Oeste, e Leandro Gomes do Nascimento, de 19 anos, morto em confronto com a PM na rua do Ouvidor, na comunidade do Japão, também na zona Oeste da cidade.

Este último, segundo o tenente Styvenson Valentim, oficial de operações do 9° Batalhão da Polícia Militar, estava acompanhado do irmão, um adolescente. “Os dois invadiram uma casa e renderam três pessoas. Na residência havia um casal de idosos e o filho. As vítimas foram trancadas dentro de um quarto enquanto a dupla fazia o arrastão”, disse o policial.

O tenente contou também que uma das vítimas ficou com um celular no bolso e acionou a PM. "Quando chegamos ao local pegamos o menor de idade com uma faca peixeira em um quarto. O outro suspeito se escondeu no banheiro", afirmou.

Styvenson afirmou ao G1 que a PM tentou negociar a rendição. "Ele disse que ia sair e se render, mas quando abriu a porta efetuou três disparos contra os policiais. Em resposta, levou quatro tiros. O jovem estava com um revólver da marca Taurus”, acrescentou.

Além das armas, uma quantia de cocaína não revelada foi encontrada nos bolsos dos irmãos. Os produtos do roubo, televisão, som celulares, entre outros, foram todos recuperados. "Já estava tudo embalado para ser levado, acredito que eles estavam em veículos pois era muita coisa", acrescentou o tenente.

A última vítima da sexta foi Aparecido Batista Souza Rosário, de 31 anos. O corpo dele foi encontrado nas proximidades da Pocilga Pública de Santa Cruz, no bairro Paraíso. Segundo a PM, o corpo apresentava marcas de tiros. Ainda não há suspeitos para o crime.

Sábado

No sábado, outras seis pessoas também foram assassinadas no estado de acordo com os registros do Itep. Aryelysson Lima de Moura, de 22 anos, foi encontrado morto na rua José Pereira de Lima, no bairro Novo Amarante, em São Gonçalo do Amarante. O corpo também apresentava marcas de tiros.

Na Rua Santa Adélia, no Planalto, zona Oeste de Natal, a população teria tentado linchar um suspeito de ter estuprado duas mulheres. Contudo, pouco tempo depois, dois homens se aproximaram numa moto e atiraram várias vezes contra ele. O corpo ainda não foi identificado. Os tiros atingiram as costas, um braço, uma perna e o rosto do suspeito. Os atiradores fugiram.

No Itep também consta a morte de Rodrigo Souza do Nascimento, de 19 anos. O jovem não resistiu aos tiros que levou e morreu no Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel, em Natal. Também na capital, foi assassinado Isaac Augusto Quirino, de 19 anos, alvejado na rua Santo Antônio, no bairro Pajuçara, zona Norte da cidade, e Jailson Santiago de Oliveira, de 30 anos, morto a tiros em Canguaretama, a 67 quilômetros da capital.

Ainda no sábado, uma mulher foi morta por outra por volta das 13h30 em Parelhas. Maria Simone de Oliveira, de 30 anos, foi assassinada a facadas por outra mulher de 31 anos. A polícia conta que as duas brigaram em um bar e desferiram golpes de faca uma na outra. A suspeita presa disse que a vítima a ameaçava havia algum tempo. Quando se encontraram no bar, Maria atingiu a suspeita com uma garrafada. A suspeita desferiu um golpe usando uma faca de cozinha na altura do peito. A vítima foi socorrida ao hospital da cidade, mas não resistiu.

* Márcio Melo via Sargento Andrade/ G1/RN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.