NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

sexta-feira, 11 de agosto de 2017

“AGRIPINO E GARIBALDI FILHO JÁ ESTÃO NA IDADE DO DESCANSO”, AFIRMA VEREADOR

Irani Guedes, vereador de Parnamirim -
(Foto: José Aldenir / Agora Imagens)

Portal Agora RN – Com as Eleições 2018 se aproximando, chega a hora de a população avaliar se os atuais ocupantes dos cargos eleitorais cumpriram bem seus mandatos e merecem ou não ser reeleitos.
Dois desses políticos, os senadores José Agripino Maia (DEM) e Garibaldi Alves Filho (PMDB) têm seus nomes ventilados para disputarem, no ano que vem, a manutenção de suas cadeiras em Brasília. Há, contudo, quem ache que ambos os políticos estão com a imagem defasada, caso do vereador e presidente da Câmara Municipal de Parnamirim, Irani Guedes (PRB), que afirmou, em entrevista concedida ao Portal Agora RN/Agora Jornal, que já é tempo de haver renovações na bancada federal potiguar no tocante ao Senado.
“Como tenho dito, não tenho senador. Mas não voto nem em Garibaldi nem em Agripino, e ponto. Acho que eles estão na idade para descansar. Que venha alguém para mudar a situação. Precisamos sair dessa mesmice e fazer em Brasília ações em nome do estado do Rio Grande do Norte”, declarou.
Questionado sobre que nome poderia cumprir essas expectativas, Irani foi direto: a deputada federal Zenaide Maia (PR) é sua favorita hoje para o cargo. “Gosto muito do nome de Zenaide, porque ela foi a única deputada federal que, desde que entrou em Brasília, deu sua posição sobre tudo o que vem acontecendo por lá. O voto contra dela que tanto foi repercutido não é um comportamento novo. Se formos ver, há dois anos que ela vem tendo a mesma postura. Ela mostra que pensa em melhorias para o estado. Se a eleição fosse hoje, meu voto como cidadão seria para ela”, garantiu.
Irani considera que o cenário político do estado potiguar é muito complicado, haja vista a quantidade de famílias tradicionais que ocupam o espaço. Na opinião do parlamentar, esses políticos costumam pensar mais em si mesmos do que no Rio Grande do Norte. Para mudar a situação, Irani aponta, além do nome de Zenaide para o Senado, o de Maurício Marques (PDT), antigo prefeito do município metropolitano, para a Assembleia Legislativa.
“Também não tenho governador e não tenho deputado federal, mas tenho deputado estadual, que é Maurício Marques. Acho que ele tem um perfil bom, até pelo que já fez por Parnamirim, para ser um representante da cidade em nível estadual, ele tem meu voto e apoio”, disse.
Para ele, seria importante ter um representante parnamirinense na Assembleia Legislativa, uma vez que esta pessoa poderia ser uma ponte entre a Câmara Municipal e o povo na hora de conseguir emendas para resolver os problemas dos quais a população se queixa. Esta seria uma união ideal, na opinião dele. “Tem de haver uma aliança política entre todos em prol de um nome que represente Parnamirim. Mossoró, por exemplo, tem deputada estadual, já teve federal, senadora e governadora, porque Mossoró pensa em Mossoró”.
Escolhido o vereador mais votado de Parnamirim por duas vezes consecutivas, Irani Guedes destacou ainda que é “um político que não tomará partido de ninguém que não seja o povo”.
“É agora que Taveira vai realmente começar a gestão”, afirma vereador
Avaliando a gestão municipal, o presidente da Câmara de Parnamirim elogiou o progresso de seu colega de partido, o prefeito Rosano Taveira (PRB). Irani apontou que, nestes primeiros sete meses de gestão, Taveira se preocupou em quitar dívidas e estabilizar os setores da cidade. Nas palavras do parlamentar, a partir de agora é que o prefeito vai realmente poder arregaçar as mangas, iniciar e dar cara à sua própria administração sem preocupações.
“Eu costumo dizer que a administração de Taveira só está começando agora, a partir de agosto ou setembro, porque nesses sete meses iniciais ele chegou para arrumar a casa e dizer ‘aqui está a administração de Taveira’. Ele deixou a cara a bater enquanto arrumava a casa, para, quando for à ação, ir de modo efetivo – o que deve acontecer agora. A cidade de Parnamirim vai ter uma resposta do Poder Executivo à altura dela, e esperamos que em 2018 isso seja continuado mais amplamente”.
Conforme analisa Irani, “Taveira tirou Parnamirim do caos”. Ele explica também que a cidade tem várias emendas de deputados estaduais, federais e senadores que não podem ser executadas porque o município estava em dívida, mas, com a situação resolvida, os Poderes Executivo e Legislativo devem juntar essas emendas para que consigam que o governo federal repasse o dinheiro para a Caixa Econômica Federal. Deste modo, a prefeitura poderá tirar do papel e licitar obras e melhorias, incluindo aquelas sugeridas pelos vereadores.
“Os vereadores se sentem muito valorizados porque a gestão de Taveira está dando resposta ao que sugerimos, o que na administração passada, não ocorria com tanta frequência. Eu fiz na gestão passada cerca de 400 indicações, e tive o privilégio de mais de 80 serem contempladas. É uma parceria pública que precisa existir pelo bem estar da população de Parnamirim”.
Câmara de Parnamirim fez mais de 1.300 proposições
“Positiva”. Com este adjetivo, Irani Guedes salientou as atividades da Câmara Municipal de Parnamirim e elencou uma série de ações feitas no primeiro semestre deste ano. Foram 90 projetos de leis ordinárias; 69 sessões ordinárias; 12 leis ordinárias; 11 projetos de resoluções; nove audiências públicas; oito decretos legislativos; oito projetos de lei complementar e seis leis complementares. De acordo com o presidente da Casa, os vereadores bateram recorde no tocante às indicações (pedidos de melhorias enviados à prefeitura, governo estadual ou mesmo federal).
“Na gestão anterior, em 2016, tivemos cerca de 800 indicações no ano todo. Neste ano, só no primeiro semestre, foram 1.032 indicações. Isso mostra o comprometimento dos vereadores com o Poder Legislativo e com o clamor da população”, celebrou.
Além disso, a Câmara também votou pela Lei de Diretriz Orçamentárias e espera, até 15 de setembro, votar pelo Plano Plurianual de 2018-2021. O plano desta vez será diferenciado, isto porque levará em conta a opinião da população. Com isso, Irani espera que não haja necessidade de emendas, uma vez que todos os pleitos dos parnamirinenses serão ouvidos.
Por fim, o parlamentar crê que a celeridade das atividades da Casa se dê pela grande quantidade de vereadores novos que entraram neste ano. Dos 18 vereadores da bancada municipal, metade são novatos. Isso, segundo ele, faz com que os recém-eleitos quisessem mostrar serviço.
“Sabemos que aqueles que ficam muito tempo, acabam deixando para resolver alguns assuntos amanhã, e amanhã não acaba não se resolvendo. Os novatos chegaram com todo gás para mostrar serviço, mas é claro que todos têm preocupação em mostrar que seus trabalhos como vereadores estão tendo êxito”, encerrou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.