NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

quarta-feira, 9 de novembro de 2011

Rosalba vai a Brasília buscar parceria com Dilma Rousseff


Governadora Rosalba ciarlini

Aproximação Governadora participou ontem do lançamento de programas do Governo Federal e admitiu manter bom relacionamento com Dilma

A governadora Rosalba Ciarlini participou ontem do lançamento dos programas de saúde Melhor em Casa e SOS Emergência, feitos pela presidente Dilma Rousseff, e pelo ministro da Saúde, Alexandre Padilha, no Palácio do Planalto.
 Com esses programas, o Governo Federal quer melhorar a gestão hospitalar e assistência e tratamento à população, começando pelos grandes centros onde os problemas são mais graves. "É importante que seja iniciado pelos hospitais que enfrentam maiores dificuldades", explicou a presidente Dilma Rousseff, ressaltando que para isso, o Governo Federal vai buscar parcerias com os hospitais privados.
  A primeira etapa do SOS Emergência vai contemplar 11 hospitais no país. Do Nordeste entraram na lista apenas Fortaleza, Recife e Salvador. Embora lamentando a não inclusão do Rio Grande do Norte, a governadora Rosalba Ciarlini disse entender os argumentos da presidente Dilma de que houve prioridade para os hospitais que estão em situação mais preocupantes. "Vamos buscar outras parcerias federais para melhorar o serviço público de Saúde do nosso Estado e também nos preparar para o RN entrar numa nova fase", adiantou a governadora, acreditando que o Estado vai ser beneficiado no projeto do Ministério da Saúde que chegará a 40 hospitais até 2014.
  Rosalba disse que também continuará utilizando recursos próprios para melhorar o sistema de saúde. Dentro dessa meta estão três Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) para Natal, o Hospital Materno-Infantil de Mossoró, a interiorização do Samu e a implantação do Samuzinho (ambulâncias especializadas para crianças), entre outras ações de saúde.
   A governadora garantiu que o Rio Grande do Norte vai se habilitar ao programa Melhor em Casa, de atendimento domiciliar do SUS. "Esse programa atenderá pessoas com necessidade de reabilitação motora, idosos, pacientes crônicos com agravamento ou em situação cirúrgica", esclareceu a governadora que também é medica. Para ela, o tratamento conta com a vantagem de o paciente estar em casa, com cuidados mais próximos da família, além de descongestionar os hospitais, liberando mais leitos para outros usuários do Sistema Único de Saúde (SUS).
   O Governo Federal quer implantar em todas as regiões do país mil equipes de atenção domiciliar e 400 de apoio. O Ministério da Saúde investirá R$ 1 bilhão para custear o atendimento dessas equipes, até 2014. Os recursos poderão ser utilizados para a manutenção dos serviços como compra de equipamentos, aquisição de medicamentos e insumos. Serão repassados R$ 8,6 milhões este ano a estados e municípios para a atividade das equipes e manutenção dos serviços.
  O credenciamento depende dos municípios e estados. A governadora já determinou que a Secretaria de Saúde adote providências para o Estado ser contemplado com equipes domiciliares do SUS.
 
Fonte: Gazeta do Oeste
 
Por Márcio Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.