NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

sábado, 19 de dezembro de 2020

BARRAGEM SANTA CRUZ DO APODI REGISTRA 29,2% DE SUA CAPACIDADE; RESERVAS HÍDRICAS DO RN SOMAM 45%


O Governo do Estado do Rio Grande do Norte, por meio do Instituto de Gestão das Águas do RN (Igarn), monitora os 47 reservatórios, com capacidades superiores a 5 milhões de metros cúbicos, responsáveis pelo abastecimento das cidades potiguares. O Relatório do Volume dos Principais Reservatórios Estaduais, divulgado nesta sexta-feira (18), indica que as reservas hídricas superficiais totais do Estado são de 1.998.022.933 milhões de metros cúbicos, equivalentes a 45,65% da sua capacidade total que é de 4.376.444.842 m³. 

A barragem Armando Ribeiro Gonçalves, maior reservatório do RN, acumula 1.290.865.183 m³, que correspondem a 54,4% da sua capacidade total, que é de 2.373.066.510 m³. 

Já a barragem Santa Cruz do Apodi, segundo maior manancial do Estado, está com 175.096.010 m³, correspondentes a 29,2% da sua capacidade total, que é de 599.712.000 m³. 

O reservatório Umari, localizado em Upanema, está represando 219.996.145 m³, equivalentes a 75,13% da sua capacidade total, que é de 292.813.650 m³. 

A barragem Pau dos Ferros acumula 12.823.178 m³, que equivalem a 23,38% da sua capacidade total, que é de 54.846.000 m³. 

O açude Bonito II, localizado em São Miguel, armazena 1.864.025 m³, que correspondem a 17,16% da sua capacidade total, 10.865.000 m³. 

O reservatório Marechal Dutra, localizado em Acari, acumula 10.346.695 m³, que correspondem a 23,29% da sua capacidade total que é de 44.421.480 m³. 

O açude Apanha Peixe, localizado em Caraúbas, está com 8.366.667 m³, equivalentes a 83,67% da sua capacidade total, que é de 10 milhões de metros cúbicos. 

Atualmente, os reservatórios com volumes em torno dos 70% das suas capacidades são: Santana, localizado em Rafael Fernandes, com 72,33%; Riacho da Cruz II, localizado em Riacho da Cruz, com 74,58%; Encanto, localizado em Encanto, com 70,43%; e Mendubim, localizado em Assu, com 78,9%. 

Dos reservatórios 47 monitorados pelo Igarn, 3 estão em situação considerada “nível de alerta”, com volumes inferiores a 10% das suas capacidades totais, são eles: Flechas, localizado em José da Penha, com 8,8%; Itans, localizado em Caicó, com 8,6% e Esguicho, localizado em Ouro Branco, com 1,05%. Existe ainda o caso de Passagem das Traíras, que passa por obras e não pode acumular grande volume de água, que está com 0,15% da sua capacidade. 

Já os açudes completamente secos, monitorados pelo Igarn, são: Inharé, localizado em Santa Cruz; e Trairi, localizado em Tangará.  


Situação das lagoas  

A lagoa de Extremoz, responsável pelo abastecimento de parte da zona norte de Natal, está com 10.801.106 m³, que correspondem a 98,02% da sua capacidade total, que é de 11.019.525 m³. 

Já a lagoa do Bonfim, localizada em Nísia Floresta, que fornece água para a adutora Monsenhor Expedito, acumula 43.731.385 m³, equivalentes a 51,9% da sua capacidade total, que é de 84.268.200 m³. 

A lagoa do Boqueirão, localizada em Touros, acumula 9.919.949 m³, correspondentes a 89,57% da sua capacidade total, que é de 11.074.800 m³.



* Erivan Morais

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.