NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

quarta-feira, 30 de agosto de 2017

Radialista foi morto por R$ 75 mil reais


Polícia Civil revelou na tarde desta terça-feira (29), em entrevista coletiva, que a morte do radialista Ivanildo Viana foi por encomenda e custou R$ 75 mil.

O radialista foi morto no dia 27 de fevereiro de 2015 no Km 80 da rodovia federal BR-101, em Santa Rita, Região Metropolitana de João Pessoa.
A Polícia Civil cumpriu seis mandados de prisão preventiva e dois mandados de busca e apreensão. Mais um mandado de prisão temporária está para se cumprir.
Segundo a Polícia Civil, três estavam soltos e quatro já estavam presos por outros motivos.
Eliomar de Brito Coutinho, conhecido como Má, estava preso no presídio do Róger; Francisco das Chagas Araújo, o Cariri, que estava na condicional e foi preso hoje quando ia para o trabalho; Erivaldo Batista Dias, que estava no regime fechado no Silvio Porto; Olinaldo Vitorino Marques, que estava no semiaberto em Bayeux; Valmir Ferreira Costa, o Cobra, preso em João Pessoa na casa da esposa; Arnóbio Gomes Fernandes, que estava preso no 5º Batalhão por porte de arma, e Célio Martins Filho, o Pê, que continua solto, mas com mandado de prisão em aberto. O advogado dele disse que ele vai se apresentar à polícia.
Dentre todos eles, três são ex-policiais militares – Arnóbio Gomes Fernandes, Olinaldo Vitorino Marques e Erivaldo Batista Dias.

* Robson Pires via ClikPB

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.