NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

segunda-feira, 30 de junho de 2014

Inglês tem parte de orelha arrancada dentro da Arena Corinthians, diz jornal

Página do Sunday People na internet mostra vídeo com torcedor sem parte da orelha (Foto: Reprodução)

* G1 - Um torcedor inglês teve parte da orelha esquerda arrancada após ser mordido por um compatriota dentro da Arena Corinthians, em São Paulo, no dia 19 deste mês, após a derrota da Inglaterra por 2 a 1 para o Uruguai pela Copa do Mundo, segundo o tabloide britânico "Sunday People". Procurada pelo G1, a assessoria de imprensa da Secretaria da Segurança Pública de São Paulo (SSP) informou na tarde deste domingo que investiga o caso.

A publicação postou o vídeo da confusão na internet no sábado (28) com os títulos traduzidos do inglês para o português de "Assista momento em que torcedor da Inglaterra é mordido no ataque de ódio racial na Copa do Mundo" e "Torcedor da Inglaterra tem lóbulo da orelha arrancada em ataque à la Suarez" (este último numa alusão ao atacante uruguaio que foi banido da Copa após morder o jogador italiano Chiellini). Nas imagens, Robert Farquharson aparece com o pescoço ensanguentado e sem o lóbulo da orelha.

De acordo com o Sunday People, a confusão ocorreu no anel superior do estádio, que fica em Itaquera, na Zona Leste. O jornal diz que Farquharson foi vítima de racismo ao ser xingado por outro torcedor inglês. “Seu negro! Você não devia estar apoiando a Inglaterra”, disse o agressor a Farquharson, segundo o jornal.
Farquharson fala no vídeo de quase 50 segundos: “Ele mordeu minha orelha e me chamou de negro”.
Segundo o Sunday People, um amigo da vítima disse não ter acreditado no que fizeram com Farquharson. "Eu disse a ele: 'O que está acontecendo aqui, companheiro?’ Eu vou a jogos há 20 anos e nunca vi nada como isso”, afirmou o colega, que lembra da época em que os ingleses eram conhecidos pela violência dos hooligans nos estádios. “Nós não queremos que as coisas voltem aos velhos e maus tempos. Esse cara não tem lugar no jogo”.
Ainda de acordo com o tabloide, uma testemunha contou que viu o momento em que um torcedor inglês atacou Farquharson e mordeu sua orelha.
As imagens ainda mostram um tumulto entre torcedores ingleses nas arquibancadas. Em seguida, Farquharson aparece ensanguentado. É possível ver três homens e um outro com a bandeira da Inglaterra. Farquharson ainda leva um soco de outro torcedor enquanto é atendido. Há empurra-empurra. Depois aparecem seguranças com coletes laranjas para apartar, provavelmente os stewards, que são contratados pela Fifa.
Capa da revista com torcedor inglês vítima de agressão (Foto: Reprodução)
Capa do tabloide com torcedor inglês vítima de
agressão (Foto: Reprodução)
BBC Brasil
De acordo com a BBC Brasil, a polícia britânica tenta identificar o suspeito que mordeu e arrancou parte da orelha de Farquharson na Arena Corinthians.

“Logo após o ataque, nós conseguimos entrar em contato com a vítima para oferecer apoio e orientação. Um dia após o ataque, a vítima fez uma queixa formal para a polícia local”, afirmou Rachel Barber, da comissão da polícia britânica, que veio ao Brasil para a Copa, em nota enviada à BBC Brasil.

Segundo a BBC Brasil, Barber afirmou que testemunhas foram ouvidas e prestaram depoimentos sobre a agressão, mas mesmo assim não foi possível identificar o suspeito. De acordo com a reportagem, policiais britânicos usaram o vídeo do ataque para tentar achar o agressor entre os torcedores que foram à última partida da Inglaterra em Belo Horizonte, mas não o encontraram.

A BBC Brasil informou que as autoridades britânicas não esclareceram o motivo e o contexto da agressão. Se ele for pego, pode ser apresentado à Justiça britânica ou à brasileira.
As imagens em vídeo do ataque estão sendo analisadas por equipe especializada em futebol da polícia britânica.

Polícia Civil
A BBC Brasil ainda informou que a Polícia Civil de São Paulo instaurou inquérito para apurar o caso e que Farquharson foi orientado a prestar queixa no dia 20.

Procurada pelo G1, a assessoria de imprensa da SSP informou que a Polícia Civil apura o caso. Segundo a pasta, um boletim de ocorrência foi registrado. Mas ela ainda não tinha detalhes de que distrito policial ou departamento iria cuidar do assunto.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.