NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

domingo, 31 de julho de 2016

Número de ataques se aproxima de 40 e já são cerca de 30 suspeitos presos no RN


Cezar Alves, Da redação

O número de ataques a transportes públicos e instituições já se aproxima de 40 nas primeiras 24 horas do anúncio oficial da instalação de bloqueador de celular no Presídio de Parnamirim, onde vão ficar presos os líderes das facções do Sistema prisional do Rio Grande do Norte. Em reação aos ataques, o número de suspeitos presos subiu de 13 para 25. Policiais continuam em alerta.
Veja mais

Polícia prende 13 suspeitos de ataques a transportes públicos na região de Natal

Os ataques estão sendo realizados principalmente na região Metropolitana de Natal, na região Seridó e de forma tímida em Mossoró, onde tentaram tocar fogo num ônibus escolar dentro da garagem do Centro Administrativo da Cidade, prédio que abriga secretarias da Prefeitura, atiraram numa Base Integrada Cidadã e tentaram atear fogo num ônibus de transporte público no Conjunto Redenção.

A Secretaria de Estado da Segurança Pública e da Defesa Social (Sesed), por meio da Polícia Militar deteve, na manhã deste sábado (30), mais três adolescentes e seis adultos em Macaíba e Santa Cruz suspeitos de envolvimento com atos de vandalismos no Rio Grande do Norte.

Com as novas prisões, o número de suspeitos detidos se aproxima de 30. O trabalho da Polícia está sendo integrado, segundo informou o assessor de comunicação da SESED. Além da Polícia Civil, Polícia Militar, Bombeiros, também estão envolvidos no trabalho policiais federais, policiais rodoviários federais, Ministério Público Estadual e Federal.

Prisões

No início da tarde deste sábado, a SESED informou que em Macaíba, o 11º Batalhão de Polícia Militar (11º BPM) deteve em flagrante dois adolescentes e um adulto ao serem flagrados tentando abastecer recipientes em um posto combustíveis na RN160.

Já em Santa Cruz, a PM flagrou um adolescente e cinco adultos transitando com combustível em uma garrafa plástica. Entre eles, três possuem passagem pela Polícia e são suspeitos de outros crimes na cidade. Todos os detidos foram conduzidos à Delegacia de Polícia Civil para as devidas apurações e demais procedimentos necessários.

Com estas ações, sobem para 25 o número de suspeitos presos e apreendidos com envolvimento em ocorrências relacionadas a transportes e prédios públicos na Região Metropolitana de Natal e no interior.

Os outros suspeitos, conduzidos para averiguação, foram detidos na tarde de ontem (29) e madrugada de hoje (30) em Monte Alegre, Macaíba, Parnamirim, Parelhas e Natal. Com eles a PM apreendeu motos roubadas, arma e recipientes de combustíveis. Todos os detidos estão sendo apresentados à Polícia Civil que está realizando os procedimentos necessários para elucidar cada caso.

Até o momento 34 ocorrências foram registradas sendo 29 relacionadas a incêndios e tentativas frustradas, quatro de disparos contra prédios públicos ou proximidades e uma depredação. Foram confirmadas ações criminosas em dez cidades do estado: Natal, Parnamirim, Macaíba, São José de Mipibú, Caicó, Currais Novos, Caiçara do Norte, Santa Cruz, Mossoró e Jardim de Piranhas.


Quando a SESED contabilizou estas 34 ocorrências, ainda não havia ocorrido o ataque ao ônibus de transporte coletivo no bairro Redenção, em Mossoró, e nem o ataque aos três ônibus em Brasília Teimosa, perto de Natal. No caso de Mossoró, os moradores do Redenção contaram que o ataque foi feito por dois homens que fugiram numa mototaxi na direção do bairro Santo Antônio, região Norte da cidade.

Governo diz que não vai recuar

O governador Robinson Faria voltou a declarar que as forças de segurança não vão recuar e que os bloqueadores de celulares serão instalados não só no presídio de Parnamirim, mas em todos os presídios do Rio Grande do Norte. Para o secretário estadual de Justiça e Cidadania, Walber Virgulino, bloquear os celulares e fazer as devidas transferências é o primeiro passo para o Estado reassumir o controle das prisões do Estado.

A medida de bloquear celulares nos presídios tem como principal meta combater o tráfico de drogas comandado por presos, assim como também homicídios e assaltos. Para o secretário de Segurança e Defesa Social do Rio Grande do Norte, general Ronaldo Ludgren, o momento é de união das forças de segurança para esfacelar as facções nos presídios do Estado.

A SESED, através de sua assessoria, pede a população que continue informando atitudes suspeitos e esconderijos de suspeitos ligando para o 190. Não precisa se identificar.


* O Cobra via Mossoro Hoje 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.