NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

segunda-feira, 29 de setembro de 2014

Escândalo da Petrobras e votação da CPMF pautam confrontos entre candidatos

Esquenta o clima entre os candidatos a presidente (Foto: Fernando Donasci / O Globo)

O escândalo da Petrobras e as votações de Marina Silva (PSB) sobre a CPMF (contribuição sobre transações bancárias) pautaram os confrontos entre os principais candidatos à Presidência da República em debate realizado na noite deste domingo (28) pela TV Record. Ao longo do debate, Dilma Rousseff (PT), Marina e Aécio Neves (PSDB) buscaram o confronto direto sempre que possível. Dilma fez duas perguntas a Marina e uma a Aécio. Já a candidata do PSB dirigiu um questionamento a Dilma e um a Aécio. O tucano só fez uma pergunta a Marina.

Aécio, Levy Fidelix (PRTB), Pastor Everaldo (PSC) e Luciana Genro (PSOL) citaram o escândalo da Petrobras para criticar Dilma. Por conta das referências ao governo, Dilma obteve um direito de resposta –outros três pedidos foram negados. A petista chegou a reclamar quando seu microfone estava desligado. “É um absurdo o governo ser atacado e eu não ter direito de resposta.” Ao contrário do que tem feito na propaganda eleitoral, Aécio evitou confrontar Marina de forma acintosa. Em um momento, no entanto, criticou a adversária pelo seu passado petista. O debate foi marcado também por ataques de Levy à população LGBT. O candidato associou a homossexualidade à pedofilia e pregou o enfrentamento aos gays.
* Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.