NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

sábado, 30 de maio de 2015

Filho é suspeito de matar e concretar corpo da mãe em Porto Alegre

<p>O desaparecimento da mãe, Vilma Jardim, estava sendo investigado desde 10 de maio.</p>

Ricardo Jardim, de 56 anos, é acusado de ter assassinado a própria mãe, de 76 anos, e, depois, ter concretado o corpo em um móvel no apartamento onde ela residia, em Porto Alegre. Segundo informações do G1, ele foi preso na sexta-feira (29) e, com ele, os policiais encontraram uma arma e um passaporte, o que indica que ele poderia estar prestes a fugir do país.
De acordo com a Polícia Civil, o homem foi ouvido e confessou o assassinato. Ricardo está, por enquanto, preso por porte de arma. Entretanto, o pedido de prisão por homicídio já foi solicitado à Justiça.
O desaparecimento da mãe, Vilma Jardim, estava sendo investigado desde 10 de maio pela 5ª Delegacia de Homicídios e Desaparecidos da capital, quando foi registrado boletim de ocorrência.
"Já tínhamos ouvido familiares, que desconfiavam que o filho tivesse matado a mãe", contou a delegada Jeiselaure de Souza, responsável pelo caso, ao G1. Ela ainda relatou que o homem foi ouvido como testemunha no início das investigações e se mostrou "controverso". "Um tio percebeu que ele estava adquirindo muitos bens. Ele estava desempregado e começou a ter um padrão alto de vida", disse a delegada.
A Polícia Civil acredita que ele estava usando dinheiro da conta bancária da mãe. O corpo da mulher foi encontrado dentro de um móvel, feito sob medida. Como o corpo estava já em processo de decomposição, não foi possível descobrir como a vítima foi assassinada.
* MSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.