NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

quarta-feira, 30 de março de 2016

Chile goleia lanterna Venezuela e complica a vida do Brasil

(Foto: Juan Barreto/AFP)
O Chile se recuperou das duas derrotas seguidas nas Eliminatórias sul-americanas para a Copa do Mundo de 2018 e, na noite desta terça-feira, goleou a Venezuela por 4 a 1 no estádio La Carolina, em Barinas (VEN). O resultado leva os chilenos aos 10 pontos, e empurra o Brasil para a sexta posição.

Com isso, caso a Seleção Brasileira não vença o Paraguai, terminará a rodada fora até da zona de classificação para a repescagem classificatória para o Mundial. Já a Venezuela amargou a quinta derrota em seis jogos, mantendo a lanterna com apenas um ponto ganho.
A vitória chilena teve como protagonista o atacante Mauricio Pinilla, que ficou famoso pela bola na trave que poderia eliminar o Brasil nas oitavas de final da Copa do Mundo de 2014. O camisa 9, que não marcava pela Roja há 11 anos, anotou os dois primeiros gols chilenos depois de a Venezuela ter saído na frente, em um gol de falta de Otero. No segundo tempo, o meia Vidal garantiu a goleada roja marcando duas vezes, aos 27 e aos 47 minutos.
O próximo compromisso do Chile nas Eliminatórias está marcado para o dia 2 de setembro, contra o Paraguai, fora de casa. Já a Venezuela tentará sua primeira vitória contra a Colômbia, também longe de seus domínios.
O jogo – Empurrada pela torcida, a seleção venezuelana começou impondo pressão e, logo aos nove minutos, abriu o placar. O camisa 10 Otero cobrou falta de longe e contou com uma “ajuda” do goleiro Johnny Herrera para marcar um golaço e colocar os mandantes à frente.
O gol “despertou” o Chile, e a equipe visitante passou a pressionar em busca do empate. Aos 25 minutos, Sánchez cruzou e Pinilla, que não marcava há 11 anos com a camisa roja, mandou para as redes. A arbitragem, porém, assinalou impedimento e invalidou o lance.
Entretanto, a noite era do atacante, que finalmente quebrou o jejum aos 32 minutos. A Após mais um cruzamento de Sánchez, desta vez em escanteio, o camisa 9 subiu livre de marcação e tocou de cabeça para as redes.

A pressão chilena continuou na etapa final, e Pinilla mostrou estar mesmo inspirado. Após saída equivocada da defesa venezuelana, Beausejour cruzou rasteiro e o atacante empurrou de primeira para virar o placar.

Rendida em campo, a Venezuela não conseguia atacar e era totalmente dominada. O Chile continuou em cima, e quase fez o terceiro aos 16 minutos, em uma cabeçada de Sánchez que passou perto.
Mas, aos 27, o esforço do ataque chileno foi recompensado. Orellana fez bela jogada e serviu Vidal, que anotou o terceiro dos atuais campeões da América. O meia do Bayern voltou às redes nos acréscimos, fechando a goleada da Roja.
FICHA TÉCNICA
VENEZUELA 1 X 4 CHILE

Local: Estádio Agustín Tovar, em Barinas (Venezuela)
Data: 29 de março de 2016 (Terça-feira)
Horário: 20h30 (de Brasília)
Árbitro: Diego Haro Sueldo (Peru)
Assistentes: Jonny Bossio Moncada (Peru) e Raúl López Cruz (Peru)
Cartão Amarelo: Jara (Chile)
GOLS:
VENEZUELA: Otero, aos nove minutos do 1º tempo
PARAGUAI: Pinilla, aos 25 minutos do 1º tempo e aos 6 minutos do 2º tempo; Vidal, aos 27 e aos 47 minutos do 2º tempo
VENEZUELA: Contreras; Rosales, José Velázquez, Vizcarrondo e Villanueva; Figuera, Rincón, Juanpi, Guerra e Otero; Josef Martínez
Técnico: Noel Sanvicente
CHILE: Johnny Herrera; Isla, Medel, Jara e Beausejour; Francisco Silva, Felipe Gutiérrez, e Vidal; Alexis Sánchez, Pinilla e Orellana
Técnico: Juan Antonio Pizzi
* MSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.