NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

quarta-feira, 17 de maio de 2017

Chacina deixa pelo menos seis mortos e um ferido em Serra do Mel no Oeste do RN



Um ataque a tiros ocorrido na noite desta terça feira 16 de maio de 2017, na Vila Pará em Serra do Mel, região Oeste do RN, deixou um soldo negativo de seis pessoas mortas e uma ferida. A maior chacina registrada no interior do Rio Grande do Norte.

De acordo com informações repassadas pela polícia Militar,um grupo de criminosos, invadiu um residência, onde oito pessoas realizavam uma bebedeira e começaram a atirar a queima roupas contra as vítimas, deixando seis mortos e um ferido. Uma oitava pessoa, que supostamente seria o alvo conseguiu fugir ileso do local.

Ainda de acordo com levantamento feito pela Polícia Civil, as vítimas da chacina foram identificadas apenas como, Anderson Damião Lopes de 19 anos de idade, natural de São Paulo,a mulher dele Milena, tambem de 19 anos, e natural de São Paulo, Orlando,primo de Anderson e natural de Serra do Mel, Felipe,natural e residente em de Natal, Diogo e Luiz, que segundo informações eram residentes na cidade de Major Sales.

Segundo a polícia,todos com exceção de Orlando, que morava em Serra do Mel,eram recém-chegados naquela cidade e estavam bebendo no interior da casa quando os atiradores chegaram e arrombaram a porta dos fundos e promoveram a matança.

Um adolescente de 16 anos,foi baleado e depois de se fingiu de morto conseguiu correr e procurou socorro médico no Hospital do município e depois foi transferido para o Hospital Tarcisio Maia em Mossoró.

A polícia recebeu informações de que o principal alvo dos atiradores conseguiu fugir sem ser atingido pelos disparos. Ele estava na frente da casa e iria no centro da cidade para comprar algo, quando houve a invasão e os disparos e o mesmo abandonou a moto e fugiu a pé saindo ileso da chacina.

Ele é filho de um morador da vila Pará onde ocorreu a matança e segundo informações, é suspeito de ser o responsável por vários roubos naquela região.

Dois peritos criminais integraram a equipe do ITEP para realização dos trabalhos de perícia e remoção dos corpos para a sede do órgão em Mossoró. Os peritos não encontraram documentos de identificação das vítimas.

Os atiradores, segundo o perito criminal Eduardo Alexandre, usaram dois tipos de arma na chacina. Escopeta 12 e Pistola ponto 45.

A Polícia Civil sob o comando do delegado de Plantão Dr. Roberto Moura e a Polícia Militar sob o comando do Tenente Coronel Humberto Pimenta montaram um forte esquema de segurança no local. Ainda não há informações oficiais, sobre a motivação da chacina.




* Blogue Fim da Linha

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.