NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

quinta-feira, 18 de maio de 2017

‘Justiceiros’ mataram seis por engano em Serra do Mel, no RN


Os seis mortos na chacina em Serra do Mel, no Oeste Potiguar, devem ter sido executados por engano. Esta é a hipótese levantada pela Polícia Civil de Mossoró, que investiga o caso ocorrido na noite da última terça-feira, 16. O alvo do ataque, de acordo com as primeiras investigações, escapou ileso.
A Polícia Civil informou que as seis vítimas fatais não tinham envolvimento com crimes. Elas podem ter morrido apenas por estarem perto de Manoel Bento Ferreira Filho, de 30 anos, que era o alvo dos assassinos. Manoel Gago, como é conhecido, conseguiu fugir, sem ser notado, enquanto sete pessoas que estavam com ele na casa localizada na comunidade Vila Pará, na zona rural da cidade, eram atingidas por tiros após serem obrigadas a deitar no chão.

Das sete pessoas baleadas, apenas um adolescente de 16 anos escapou da morte. Mesmo assim, ele foi atingido na mão e na clavícula. O jovem, conforme informação da polícia, é de Natal, onde ajuda a mãe com a venda de doces em paradas de ônibus. Ele estava na cidade do Oeste para trabalhar, à convite do amigo Felipe Ferreira de Lima, de 18 anos, que morreu no ataque.

Gago, o alvo

Manoel Gago é suspeito de integrar um bando responsável por arrastões em residências da região de Serra do Mel. “Isso causava grande revolta aos moradores. Ao que tudo indica, quiseram fazer justiça com as próprias mãos”, afirmou o delegado Caetano Baumann, que investiga a chacina, ao jornal Tribuna do Norte.

A casa onde o crime ocorreu tem suspeitas de ser usada pela quadrilha de Gago. Essa seria a razão para os atiradores terem ido até lá. As vítimas estavam em confraternização e, de acordo com a polícia, era a primeira vez deles na residência.

O paradeiro de Gago é desconhecido.

As vítimas

Os seis mortos foram identificados. Três tinham 19 anos. Eram Anderson Damião Lopes, Diogo João de Lima e Edileusa de Jesus Santos. O mais jovem era Francisco Luigi Paulo da Silva, de 15 anos. José Orlando da Silva, de 32, era o mais velho entre as vítimas fatais.

Como dito anteriormente, Felipe Ferreira de Lima, de 18 anos, completa a lista de mortes na chacina.

Quem matou

Quatro homens teriam feito a chacina. Encapuzados, desceram de um carro à certa distância da casa e se dirigiram aos fundos do imóvel. Até a publicação desta reportagem ninguém havia sido preso.



* Na Ficha da Polícia via Tribuna do Norte

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.