NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

quinta-feira, 30 de janeiro de 2014

Em primeira 'decisão' do ano, Atlético-PR cai diante do Sporting Cristal-PER

Em primeira 'decisão' do ano, Atlético-PR cai diante do Sporting Cristal-PER

Na sua ‘primeira final' em 2014, o Atlético-PR não conseguiu um resultado positivo. A equipe paranaense visitou o Sporting Cristal nesta quarta-feira, no Peru, e perdeu pelo placar de 2 a 1, no duelo de ida entre as duas equipes pela Pré-Libertadores. Irven Avila abriu o placar para os peruanos na primeira etapa, Ederson empatou de pênalti na segunda, mas Carlos Augusto Lobaton, em outra penalidade, decretou o triunfo do Sporting Cristal.
Os dois times voltam a se enfrentar na próxima quarta-feira, dia 5 de fevereiro, no estádio Durival de Britto. O Sporting Cristal joga por um empate para avançar para a fase de grupos da Libertadores. O Atlético-PR, por sua vez, necessita de uma vitória simples por 1 a 0, uma vez que balançou a rede na casa do adversário. Quem passar, entra no grupo 1, que já conta com Vélez Sarsfield-ARG, The Strongest-BOL e Universitario-PER.
A noite, aliás, também não foi boa para outro clube brasileiro. O Botafogo visitou o Deportivo Quito, no Equador, e perdeu por 1 a 0. O único gol do confronto foi marcado por Victor Manuel Estupinan, aos 18 minutos do primeiro tempo.
Concentrando as suas forças na disputa da Pré-Libertadores, o Atlético-PR, agora, tem que mudar o seu foco para o Campeonato Paranaense. No domingo, o time visita o Rio Branco-PR, pela quarta rodada do Estadual.
O jogo
A partida começou com muito estudo e a equipe peruana tentando pressionar na marcação para provocar o erro atleticano. Aos três minutos, recuo na fogueira para Weverton, que precisou deixar a meta para limpar o lance e afastar o perigo. Aos cinco minutos, Yotún recebeu na cara do gol e chutou em cima de Weverton, perdendo uma oportunidade incrível. Os donos na casa eram rápidos e tentavam usar essa velocidade no ataque.
Com maior posse de bola, o Sporting passou a dominar as ações. Aos 13 minutos, cruzamento na área atleticana, ninguém cortou, mas pelo outro lado ninguém conseguiu o arremate. Aos 16 minutos, Lobatón cobrou falta da entrada da área e Weverton espalmou para salvar. A primeira chegada do Atlético-PR aconteceu aos 19 minutos, com Zezinho, que chutou cruzado dentro da área e parou em grande intervenção de Penny.
Confusão na área rubro-negra, aos 21 minutos, Lobatón cabeceou, Weverton pegou no susto e a defesa tirou o perigo no sufoco. Na reposta, Ederson ajeitou para Zezinho que, na cara do gol, bateu por cima. Até que, aos 29 minutos, Ávila apareceu com liberdade e tocou na saída do goleiro para abrir o placar para a equipe peruana. O clima era quente em campo, com algumas discussões entre jogadores. Lobatón tentou o chute cruzado, aos 36 minutos, e errou o alvo.
Para a etapa final, as equipes retornaram sem modificações. Com as mesmas peças, o Atlético tentava mostrar mais organização em campo. Aos cinco minutos, João Paulo cobrou falta da intermediária e, após confusão na área, o ataque rubro-negro bateu cabeça. Na sequência, Marcelo recebeu de frente para o goleiro e se enrolou com a zaga na hora do chute. Até que, aos oito minutos, Natanael invadiu a área e foi derrubado. Pênalti. Na cobrança, Ederson deixou tudo igual no placar.
Com outra postura, a equipe brasileira equilibrou as ações e chegou rapidamente ao empate. Aos 12 minutos, Cazulo fez fila, passou pelo goleiro e rolou para o toque por cobertura. Cleberson, em cima da linha, salvou. Aos 14 minutos, Lobatón invadiu a área e o árbitro anotou a penalidade. Na cobrança, Lobatón deixou o Sporting Cristal novamente na frente. Com as modificações no placar, os dois treinadores aproveitam para mexer nas equipes.
Aos 22 minutos, Frán Mérida tentou o gol por cobertura e Penny fez grande defesa. Aos 25 minutos, Lobatón recebeu com total liberdade, avançou até a área e parou na saída precisa de Weverton. O jogo era bom no Peru, com as equipes se alternando nos contra-ataques.
Aos 33 minutos, Ross abriu espaço e disparou o tiro para defesa de Weverton. Cruzamento na medida para Calcaterra, aos 35 minutos, mas o chute passou por cima da meta. Lambança atleticana em cobrança de escanteio de Lobatón e a bola carimbou a trave. Os peruanos ganhavam tempo no ataque para administrar a importante vitória.


* Reprodução Márcio Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.