NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Corinthians suporta pressão, goleia Vasco e lidera com 100% como visitante

Arana e Marquinhos Gabriel comemoram o primeiro gol do jogo
Vasco e Corinthians fizeram um grande jogo em São Januário. O time levou um gol logo no começo, pressionou, foi buscar o empate em poucos minutos na segunda etapa, com Luis Fabiano marcando contra a vítima favorita, mas os três pontos vieram na bagagem do time paulista.

Pela primeira vez nesta edição do Campeonato Brasileiro, o Corinthians levou dois gols em um mesmo jogo, mas também fez cinco pela primeira vez e, com o 5 a 2, saiu do Rio de Janeiro com a terceira vitória em três jogos como visitante.
Com 13 pontos, o Corinthians volta a liderar o Brasileiro, ao menos até esta quinta-feira, quando a Chapecoense recebe o Grêmio e volta à ponta em caso de vitória. O Vasco, que perdeu a primeira em casa, é o 13º, com seis pontos. 
No sábado, às 19 horas (de Brasília), o time carioca recebe o Sport, enquanto o time paulista volta a jogar no domingo, às 16 horas, no clássico contra o São Paulo, em Itaquera.
Com apenas 17 segundos de jogo, Kelvin foi tentar pressionar a saída de jogo de Paulo Roberto. Ao cair no chão, ficou deitado no gramado e e teve que sair de maca, com um problema no joelho esquerdo. 
O Vasco ainda não tinha conseguido fazer a substituição e já ficou atrás no placar. Aos dois minutos, depois de jogada muito bem trabalhada pela esquerda do ataque, Arana deu mais uma assistência e Marquinhos Gabriel, de pé esquerdo, mandou para a rede.
  • Vasco reclama, pressiona, e... leva o 2º
Depois do gol, Manga entrou na vaga de Kelvin e colocou fogo no jogo. Aos 12 minutos, ele foi o centro de uma jogada bastante polêmica. Dentro da área, o colombiano buscou a linha de fundo e, marcado por Paulo Roberto, caiu pedindo pênalti num toque de joelho do zagueiro do time paulista. A arbitragem nada marcou. 
Manga, sete minutos depois, obrigou Cássio a trabalhar e, aos 23, o empate quase saiu com Vital, que experimentou de fora da área e quase marcou com ajuda do desvio de Pedro Henrique. 
Mas o Corinthians, em sua segunda finalização, marcou o segundo. No contra-ataque, Marquinhos Gabriel acertou um lançamento na medida para Jô, que driblou Martín Silva e fez seu 11º gol na temporada.
  • Luis Fabiano é a solução
O Corinthians era a segunda maior vítima de Luis Fabiano, atrás justamente do Vasco. Pois tudo mudou com apenas dois minutos da segunda etapa.
No primeiro minuto, Nenê, que havia entrado no lugar de Gilberto no intervalo, cobrou falta alçando a bola na área. Cássio saiu mal e o atacante ganhou de Pablo pelo alto para desviar e diminuir o placar. Um minuto depois, foi a vez de Henrique cruzar pela esquerda, e Luis Fabiano ganhou do zagueiro do Corinthians mais uma vez, deixando tudo igual no placar.
Depois do 13º gol do camisa 9 contra o Corinthians, o Vasco seguiu na pressão atrás da virada, mas...
  • Visitante indigesto
Aos 12 minutos, Clayson, que havia afastado o perigo da área instantes antes, acertou um passe preciso para Maycon que, dentro da área, bateu na saída de Martín Silva, colocando o Corinthians na frente mais uma vez.
O gol foi aquele chamado "balde d'água fria" no time vascaíno, que seguiu buscando o empate, mas sem a mesma força dos minutos iniciais.
Para garantir os 100% como visitante no Brasileiro, Clayton marcou o quarto aos 38 minutos, aproveitando cruzamento de Jô e contando com o desvio de Pikachu no meio do caminho. 
Ainda dava tempo para transformar a vitória em goleada, com Mais um de Clayton, aos 46.
FICHA TÉCNICA
VASCO 2 X 5 CORINTHIANS

Local: São Januário, no Rio de Janeiro (RJ)
Data: 7 de junho de 2018 (Quarta-feira)
Horário: 21h45(de Brasília)
Árbitro: Wagner Reway (Fifa-MT)
Assistentes: Fabio Rodrigo Rubinho e Marcelo Grando (ambos do MT)
Cartões amarelos: Clayson, Pablo, Gabriel (Corinthians)
Gols: VASCO: Luis Fabiano, a um e dois minutos do segundo tempo; CORINTHIANS: Marquinhos Gabriel, aos três, Jô, aos 39 minutos do primeiro tempo, Maycon, aos 14, e Clayton, aos 39 e aos 47 minutos do segundo tempo

VASCO: Martín Silva; Gilberto (Nenê), Breno, Paulão e Henrique; Jean (Muriqui), Douglas, Yago Pikachu, Matheus Vital e Kelvin (Manga Escobar); Luis Fabiano
Técnico: Milton Mendes

CORINTHIANS: Cássio; Paulo Roberto, Pedro Henrique, Pablo e Guilherme Arana; Gabriel, Camacho, Marquinhos Gabriel (Clayton), Jadson (Giovanni Augusto) e Clayson (Pedrinho); Jô
Técnico: Fábio Carille


* MSN

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.