NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

DENUNCIA DE POLUIÇÃO SONORA CAUSA TIROTEIO E MORTE NO CEARÁ





O armamento que estava com os PMs será submetido a avaliação balística, que deverá esclarecer o crime.

A Polícia Civil encaminhou, ontem, para a Coordenadoria de Criminalística da Perícia Forense do Estado do Ceará (Pefoce), as pistolas de calibre Ponto 40 (0.40) pertencente ao acervo da Polícia Militar e que estavam de posse dos PMs que atenderam à ocorrência de denúncia de som alto no bairro Ellery, no começo da madrugada do último domingo.

A ocorrência terminou se transformando em tiroteio e dois jovens acabaram morrendo. Familiares das vítimas acusam os militares de terem sido os responsáveis pelos crimes. 

O caso está sendo investigado pela própria Polícia Militar, através do seu Comando-Geral, e pela Controladoria Geral de Disciplina dos Órgãos da Segurança Pública e do Sistema Penitenciário do Estado (CGD).
Ainda ontem, a Polícia Militar encaminhou as nove armas para a Delegacia Geral da Polícia Civil e esta as transferiu para a Coordenadoria de Criminalística da Perícia Forense (Pefoce). Os exames técnicos começam hoje .

FOTO: DIVULGAÇÃO 

Perícia



As nove pistolas que estavam com os PMs serão submetidas a diversos testes técnicos e perícias no setor de Balística da Pefoce, entre eles, os de recenticidade (que comprova ter sido a arma disparada recentemente) e o de microcomparação balística, este segundo tem o objetivo de se descobrir se realmente partiram delas (das pistolas) os projéteis que atingiram o corpo do adolescente Igor Andrade Lima, 16; e da jovem Ingrid Maiara Oliveira Lima, 19. 
Balas disparadas pelos peritos com as armas apreendidas (projéteis padrões) serão comparadas balisticamente, através de uma análise microscópica, com os projéteis que podem ter ficado alojados nos cadáveres das vítimas e retirados durante os exames de necropsia realizados pelos legistas da Coordenadoria de Medicina Legal (Comel). 
Com este procedimento técnico serão dirimidas quaisquer dúvidas sobre a participação ou não dos PMs nos assassinatos. 
Além de Ingrid Maiara e de Igor, outras três pessoas ficaram feridas no incidente ocorrido logo após um evento de Pré-Carnaval na esquina das ruas Doutor Atualpa e Almeida Filho, no bairro Ellery. Os militares que atenderam à ocorrência e se envolveram no incidente (identidades preservadas) já foram afastados preventivamente de policiamento ostensivo nas ruas e estão cumprindo turnos de trabalho no âmbito administrativo do quartel do Ronda do Quarteirão. 
O afastamento preventivo dos PMs foi determinado pelo secretário da Segurança Pública e Defesa Social, coronel Francisco José Bezerra Rodrigues, ainda na tarde de segunda-feira passada, quando ele agendou uma reunião sobre o assunto com o comandante-Geral da PM, coronel Werisleik Ponte Matias. Participaram também do encontro o delegado-geral da Polícia Civil, Luiz Carlos Dantas, o comandante do Batalhão de Policiamento Comunitário (BPCom/Ronda do Quarteirão), tenente-coronel PM Paulo Sérgio Braga Ferreira; e a perita geral adjunta da Pefoce, Adilina Feitosa e Feitosa. Bezerra cobrou dos gestores "empenho pessoal" na apuração. 

FERNANDO RIBEIRO/ EDITOR DE POLÍCIA 

Fonte: DN/Camucim 24 hs/Márcio Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.