NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

quarta-feira, 30 de janeiro de 2013

Natália Cristine da Silva, 22 anos e Alana Souza Luna, 18 anos de Macau

Agentes penitenciárias do presídio Estadual de Alcaçuz, em Nísia Floresta, flagraram duas mulheres de presos tentando entrar na unidade com cocaína e crack escondidas na vagina. Alana Souza Luna, de 18 anos, e Natália Cristine da Silva, de 22, estavam com duas crianças de cinco e sete meses, filhas das duas, no momento do flagrante. Acusadas estavam com as filhas de sete meses e cinco no momento da prisão.
De acordo com a diretora do presídio, Dinorá Simas, as acusadas já estavam sendo observadas pelas agentes e por policiais da guarda. "Estávamos desconfiadas das duas jovens há um certo tempo. Elas sempre chegavam para a visita muito nervosas e assustadas. Acabamos descobrindo que Alana servia de mula para transportar drogas para o marido e o companheiro de Natália", disse.
Ainda segundo Dinorá, muitas mulheres arriscam a vida e a liberdade praticando o tráfico de drogas tentando entrar em presídios com drogas escondidas nas partes íntimas. Muitas fazem isso sob ameaça e outras por amor. De acordo com estatísticas, 40% das mulheres que cumprem pena nos presídios do Estado, respondem por tráfico de drogas.
As duas acusadas foram autuadas ainda no presídio de Alcaçuz e em seguida conduzidas para o Instituto Técnico e científico de polícia, ITEP, onde foram submetidas a exame de corpo de delito. Natália Cristine conversou com a reportagem do Portal BO e disse ser inocente. "Eu não sou traficante de nada. Tenho uma filhinha para criar e não faria isso jamais", relatou. Alana Souza preferiu se manter em silêncio quando perguntada sobre a propriedade das drogas.

Fonte: Portal BO/ Sérgio Costa/Márcio Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.