NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

segunda-feira, 30 de setembro de 2013

Polícia apreende quase 1 tonelada de alimentos vencidos em Salesópolis

Bandeja de ovos sem data de vencimentos foram apreendidos (Foto: Jamile Santana/G1)
Um comerciante de Salesópolis (SP) foi preso em flagrante pela Polícia Civil no fim da tarde desta segunda-feira (30), acusado de vender produtos vencidos em um supermercado da cidade. Após denúncia anônima, os policiais apreenderam quase 1 tonelada de alimentos vencidos entre peixes, ovos, doces e bebidas.

Alguns produtos estavam sem data de validade e outros com o prazo adulterado. As latas de refrigerantes e cerveja estavam estufadas e em péssimas condições de conservação. Na avaliação dos policiais da Delegacia Seccional de Mogi das Cruzes a pior situação era dos peixes. No Supermercado Português foram encontrados quatro peixes que juntos pesavam 15 quilos. Eles eram vendidos separadamente. Uma das unidades era comercializada por R$ 81, mas estava vencida desde março deste ano.
Detalhe de peixe vencido que era comercializado no supermercado (Foto: Jamile Santana/G1)
Detalhe de peixe vencido que era comercializado
no supermercado (Foto: Jamile Santana/G1)
Nas embalagens de maioneses, os policiais encontraram datas de validade adulteradas. Os produtos foram levados em um caminhão da própria empresa até a delegacia de Salesópolis.
Uma chefe de setor do supermercado foi detida no momento do flagrante. No entanto, o proprietário do comércio se apresentou e assumiu a responsabilidade. A funcionária foi liberada em seguida e será testemunha no caso.
Segundo o delegado Ricardo Glória, titular da Delegacia de Salesópolis, o comerciante foi preso em flagrante por crime contra as relações do consumo, cuja pena varia de dois a cinco anos de prisão. O crime é inafiançável. "Em depoimento o comerciante disse que não tinha conhecimento da legislação", contou o delegado. Na delegacia a reportagem do G1 procurou o advogado do comerciante, no entanto ele quis dar nenhuma informação sobre o caso.
O estabelecimento foi interditado pela Vigilância Sanitária do município. Segundo a vigilância, o estabelecimento foi multado há um mês em R$ 5 mil pela venda de carnes sem procedência.
Segundo Rosilene Aparecida Santos de Macedo, chefe da Vigilância em Salesópolis, os alimentos seguem para perícia no Instituto de Criminalistíca de Mogi das Cruzes. Em seguida, os fiscais da vigilância voltam para o supermercado onde irão fazer a listagem dos alimentos vencidos Depois, a empresa deve encaminhar os alimentos para uma empresa de incineração e apresentar um laudo para a vigilância.
* Reprodução Márcio Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.