NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

quarta-feira, 30 de abril de 2014

Jornal da Globo mostra caos no sistema de segurança pública do Rio Grande do Norte


O Jornal da Globo iniciou a série "Impunidade", que mostra o retrato da investigação criminal no Brasil, desde o local do crime até o julgamento ou o arquivamento do processo. Por ano, são mais de 50 mil mortes no país. E os casos em que os assassinos são punidos não chegam sequer a 8%. O mapa da violência no Brasil faz uma comparação chocante. Em 2011, último ano com informações disponíveis, foram assassinadas 52.198 pessoas no país. São números de guerra. O Jornal da Globo acompanhou o trabalho dos policiais, na periferia de Natal, durante mais uma noite violenta. Em um local, um homem foi executado com mais de dez tiros. Quando os investigadores chegaram, dois policiais militares tentavam isolar a área. O repórter perguntou se a fita para isolamento foi recebida do Estado. “Não, negativo, a gente não recebe, não. Tem que ser comprada pela gente mesmo, com o meu dinheiro”, relata Maia. Do lado de fora do perímetro, mais de cem pessoas. Do lado de dentro, pisando nas provas, dezenas de curiosos.

No meio da confusão, um homem de terno passeou em volta do corpo, andou pela calçada de onde os tiros foram disparados e marcou a posição das cápsulas com uma pedra de cal. Interferiu na cena do crime. O homem não é policial. Menos ainda, perito. É repórter de uma TV de Natal. E os círculos em volta das cápsulas eram para facilitar a vida do cinegrafista que passeava com ele para filmar a cena do crime. Nenhum dos dois foi incomodado pelos policiais.

Ainda durante a reportagem, a equipe mostrou a situação das delegacias da cidade que fecham à noite. Apenas duas equipes, com oito policiais cada, trabalham nesse horário para proteger a população de mais de um milhão de pessoas. 

Matéria completa e vídeo no site: http://g1.globo.com/jornal-da-globo/noticia/2014/04/maioria-dos-crimes-no-brasil-nao-chega-ser-solucionada-pela-policia.html

Fonte: Eduardo Dantas

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.