NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

segunda-feira, 31 de agosto de 2015

EI divulga vídeo em que quatro milicianos xiitas são queimados vivos

Reprodução

Bagdá, 31 ago (EFE).- O grupo jihadista Estado Islâmico (EI) divulgou nesta segunda-feira na internet um vídeo no qual supostamente queima vivos quatro membros da milícia xiita pró-governo iraquiano "Multidão Popular".

O vídeo, que foi divulgado em fóruns jihadistas, mostra um suposto terrorista mascarado que justifica o assassinato como vingança pela queima de outros quatro supostos civis sunitas por parte dos milicianos xiitas.

Nas imagens, cuja autenticidade não pôde ser comprovada, é possível ver quatro vítimas vestidas com o habitual macacão laranja que é utilizado pelo EI em seus assassinatos e amarradas nos pés e mãos, antes de os terroristas atearem fogo.

A gravação, de cinco minutos e meio de duração, começa com um trecho do discurso de Abdel-Mahdi al Kerbalai, um dos porta-vozes da máxima autoridade religiosa xiita no Iraque, Ali al Sistani, no qual oferece seu apoio às milícias da "Multidão Popular".

Depois são mostradas imagens nas quais os milicianos xiitas supostamente queimam vivos os civis sunitas. Antes de serem assassinados, os homens fazem declarações em que assumem ser membros dessa milícia xiita, à qual pedem o fim da batalha contra o EI.

Em seu discurso prévio à execução extrajudicial, o encapuzado justificou sua ação:

"O xiismo foi criado por uma só razão: lutar contra o islã e os muçulmanos. Hoje é o momento da vingança, estamos agredindo da mesma maneira que eles atentaram contra nossos irmãos", justificou o encapuzado, em discurso prévio às execuções.

As vítimas, três delas da mesma família, são conduzidas descalças ao local do assassinato antes de serem amarradas e queimadas.

O vídeo, assinado pelo departamento midiático do EI na província ocidental iraquiana de Al-Anbar, tem como título um versículo do Corão que diz: "Se castigais, castigai da mesma maneira em que foi castigado".

No entanto, o EI não utilizou a continuação dessa frase no livro sagrado para os muçulmanos, que afirma: "Se tiver paciência, é melhor para você", prossegue o texto.

Os esforços das autoridades iraquianas, apoiadas por milícias xiitas, focam atualmente em recuperar o controle de toda a província de Al-Anbar e especialmente de sua capital, Ramadi, que foi invadida pelos jihadistas em meados de maio.


* Bol

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.