NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

segunda-feira, 24 de setembro de 2012

Crítica: Em estreia, The Voice atinge o esperado e Claudia Leitte se perde


Lindsay Lohan pretende processar homem atropelado por ela - 1 (© Divulgação)

SÃO PAULO – Com o nome do programa no topo dos assuntos mais comentados do Twitter, o “The Voice Brasil” teve sua tão aguardada estreia neste domingo (22).
Moldado no padrão da atração original norte-americana, a versão brasileira manteve as cadeiras, o famoso botão vermelho e o show inicial dos jurados. Quanto à técnica, o “The Voice Brasil” foi tão bom quanto o reality dos EUA.
A bancada de jurados foi bem representada por Lulu Santos, Carlinhos Brown e Daniel. Já Claudia Leitte foi responsável por alguns momentos (e escolhas) constrangedores. Ela pareceu se esquecer que o programa procura por uma “voz” e não um estereótipo – pelo menos na intenção – e se apegou muito à figura dos participantes.
Por diversos momentos, após virar a cadeira para dar sua opinião, Claudia não se preocupou em analisar o nível do canto e, sim, a imagem do candidato em cima do palco. Em um determinado momento ela chegou até a dizer: “Eu pensei que você fosse uma moça”, para um rapaz.
Apesar de o nome de Dr. Gustavo, um dos cantores, ter permanecido nos TTs do Twitter por horas depois do fim do programa, o nível dos candidatos não foi nem de longe como o dos americanos; o que era de se esperar.
Vozes potentes apareceram em uma hora e meia de programa, mas mesmo assim os técnicos pareceram forçados a apertar o botão do “Eu quero você”, mesmo diante de desafinações nítidas de vários candidatos. Aí ficou difícil identificar qual o critério para a escolha.
Por outro lado, ao contrário do que estamos acostumados a encontrar em realities brasileiros, a atração não buscou sensacionalismo ou exploração de histórias tristes, bizarras ou quaisquer características do tipo – apesar de Claudia Leitte ter se emocionado e soltado algumas lágrimas em certos momentos.
O show foi honesto e deixou gostinho de quero mais, mas é inevitável pensar em como seria se uma das poltronas giratórias estivesse preenchida com uma certa baiana aí.
Vale aguardar para ver se o prêmio do vencedor - contrato de R$ 500 mil com a gravadora Universal - não será só um resultado. Que o sucesso do campeão do 'The Voice Brasil' transcenda, de fato, para o cenário musical brasileiro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.