NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

terça-feira, 28 de julho de 2015

Homem preso por acidente que deixou 6 mortos não tinha habilitação

O motorista do caminhão envolvido no acidente que deixou seis pessoas mortas de uma mesma família, ocorrido no último domingo (26) na rodovia BR-422, foi preso pela Polícia Civil de Tucuruí, no sudeste do Pará, após receber alta na última segunda-feira (27) do Hospital Regional de Tucuruí, onde estava internado.
De acordo com a polícia, o condutor não possuía carteira de habilitação e dirigia o veículo, que tinha capacidade para apenas três pessoas, com excesso de passageiros. Ele foi autuado por homicídio culposo, quando não há intenção de matar. Em depoimento, o motorista teria dito que o grupo estava a caminho de um balneário quando outro caminhão vinha em sentido oposto na rodovia. Como o trecho por onde trafegava era mais estreito, ele teria perdido o controle da direção na tentativa de desviar do veículo. O caminhão que ele dirigia bateu em um barranco e virou na estrada, provocando a morte dos passageiros.

O acidente ocorreu no fim da tarde do domingo, quando o caminhão que transportava as vítimas tombou no quilômetro 50 na rodovia que liga os municípios de Tucuruí a Cametá, no nordeste paraense. De acordo com a Polícia Rodoviária Federal (PRF), o acidente ocorreu em um trecho com péssimas condições de trafegabilidade. O posto da PRF mais próximo fica localizado no município de Marabá, a cerca de 500 km do local, o que teria inviabilizado o acompanhamento do caso pelos policiais rodoviários no dia. Apenas o motorista e um bebê de oito meses sobreviveram à tragédia e após permanecerem em observação no hospital, receberam alta durante a segunda-feira (27).

A mulher e a filha do motorista estavam entre os mortos no acidente, identificados como Maria Sueli Souza Alves, 37 anos; Ana Maria Lopes, 40 anos, Ana Paula Alves Mendes, 20, e Elizângela Souza Mendes, 29 anos, além de duas crianças, Wemily Riana Mendes Alves, 3 anos, e Érica Vitória Mendes, 12 anos.

Os corpos de Elizângela Souza e Érica Vitória foram velados em uma igreja evangélica deTucuruí, onde foram sepultadas ainda na segunda-feira. O corpo de uma outra vítima foi levado para Cametá, no nordeste do Pará. Já o corpo de outras duas mulheres foi conduzido para Concórdia do Pará, no nordeste do Pará.

* Nosso Paraná via G1 PA

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.