NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

segunda-feira, 29 de dezembro de 2014

Família acusa médico de deixar bisturi dentro de barriga de paciente na Bahia


Os familiares de um homem acusam um médico de negligência durante um procedimento cirúrgico. Segundo informações de Edilson Almeida, seu irmão José Carlos de Almeida, de 55 anos, tem cirrose e foi realizar uma cirurgia para a remoção de água do estômago. Mas, durante o procedimento, o cirurgião deixou o bisturi cair dentro da barriga do paciente. O caso ocorreu no Hospital Municipal Simões Filho, na RMS (região metropolitana de Salvador), na sexta-feira (22). 

—Ele estava fazendo a cirurgia para retirar a água do estômago de meu irmão. Ele disse vou no banheiro e volto, e meu irmão lá, gemendo de dor. Quando ele voltou, disse que não tinha como retirar o bisturi porque não estava conseguindo localizar o objeto, porque tinha muito líquido na barriga. 
O irmão do paciente afirma que o médico queria que ele assinasse um termo se responsabilizando pela permanência do bisturi na barriga de seu irmão. 
— Meu irmão estava nervoso porque nem anestesia deram (sic) para ele. Ele perguntou se meu irmão queria que deixasse (o bisturi). Depois falou se eu deixar, você assume o termo de responsabilidade? Agora imagine, que tipo de médico é esse? O paciente gemendo de dor e ele quer que a pessoa assine um termo. 
Ainda de acordo com informações do irmão do paciente, a vítima corre risco de ter um tumor no local onde o objeto foi deixado. O cirurgião teria informado à família, que o paciente seria transferido para o Hospital do Subúrbio, para a retirada do bisturi. 
— Um hospital desses não tem porte para esses procedimentos. Ele disse que iriam transferir meu irmão para o Hospital do Subúrbio, até agora nada. Meu irmão está lá na cama, com a barriga inchada, já fizeram o raio x, mas mesmo assim não retiram o objeto. E meu irmão em tempo de nascer um tumor.  
* Robson Pires

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.