NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

domingo, 28 de abril de 2013

Chuvas enchem açudes e amenizam drama no sertão


Sangria da barragem Dinamarca, em Serra Negra do Norte
As chuvas que caíram nos últimos sete dias em diversos municípios do Rio Grande do Norte, principalmente na região Oeste, ainda não foram suficientes para desfazer o quadro de estiagem nos 167 municípios do Estado. Levantamento do acumulado de chuvas no site da Empresa de Pesquisa Agropecuária do Rio Grande do Norte (Emparn) mostra que em alguns municípios, embora já tenham acumulado um volume de chuvas de até 519 milímetros, como é o caso de Campo Grande, lá a avaliação continua sendo de “muito seco”, pois a média de um inverno normal está acima de 600 a 700 milímetros por ano. Mesma coisa ocorrem nos dois municípios onde mais choveu este ano: Major Sales e Martins, ambos no Oeste, com 582,6 mm e  573,.4 mm respectivamente.

Na região do Seridó, onde um volume de chuvas acima de 500 mm já pode ser considerado “normal”, o município com maior volume acumulado de chuvas em 2013 é Caicó, com 325 mm. Porém, em alguns municípios as chuvas que caíram recentemente diminuíram o clamor da população por água potável e destinada ao consumo humano, como em Serra Negra do Norte, onde choveu, até agora, 177,8 milímetros.

O prefeito de Serra Negra do Norte, Urbano Faria, disse que  os 117,2 mm de chuvas no dia 22, foram suficientes para encher a barragem da Dinamarca, que acumula seis milhões de litros cúbicos de água: “Ela começou a sangrar na madrugada deste sábado”.

Urbano Faria disse que o abastecimento de água a cargo do  SAEE “é feito 100% a partir da barragem da Dinamarca”, mas que até a quinta-feira (25) estava sendo realizado apenas por caminhão pipa. “Agora o sistema de distribuição de água do SAEE foi normalizado e suspendemos o carro pipa”, avisou.

Faria também informou que está trabalhando para que o abastecimento de água não fique na dependência, exclusivamente, da barragem Dinamarca: “Nós já tivemos uma conversa com o ministro da Integração, Fernando Bezerra, e devemos entregar em Brasília, dentro de 30 dias, um projeto para a construção de uma adutora de 37 km para captar águas do rio Piranhas”.

* Márcio Melo via cidade News

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.