NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

segunda-feira, 29 de abril de 2013

Inter se vinga do VEC, vai à final e fica a uma vitória do tri estadual

Internacional1x0Veranópolis
O Internacional deu o troco no Veranópolis, único time a vencer os titulares de Dunga no Gauchão, e venceu por 1 a 0, neste domingo em Caxias do Sul. Com um primeiro tempo impecável, o Colorado marcou através de Willians se garantiu na decisão da Taça Farroupilha, contra o Juventude. Um novo triunfo na final garante o título antecipado do Gauchão.
A vitória vermelha, no estádio Centenário, teve dois tempos distintos. No começo, o Inter foi arrasador e só não fez mais gols pelas boas defesas de João Ricardo. No segundo tempo, mesmo com um jogador a mais, o rendimento caiu. O Veranópolis chegou a pressionar perto do fim.

No próximo domingo, novamente em Caxias do Sul, o Internacional enfrenta o Juventude. Em caso de vitória, o time de Dunga repetirá o feito vermelho de 2009 e será campeão antecipado do Gauchão. Se a equipe da Serra ganhar, o estadual terá uma finalíssima.
O Veranópolis até ensaiou uma resistência no começo, mas ela não durou mais que cinco minutos. Rapidamente o Internacional dominou o jogo e não repetiu a atuação da fase de grupos – que tantou foi citada durante a semana como ensinamento ao time de Dunga.
Com boa trama ofensiva, o Colorado mostrou volume de jogo e atitude. Gabriel e Forlán ajudaram o ataque a trabalhar bastante. D’Alessandro centralizava as jogadas e nem sequer sucumbia as provocações rivais.
Mas toda e qualquer tentativa parava nas mãos do goleiro João Ricardo. O camisa 1 do VEC salvou uma cobrança de falta de D’Alessandro e um arremate de Willians. Também espalmou uma cobrança fechada de escanteio de Forlán.
A atuação perfeita do goleiro ruiu os 25 minutos. Willians pedalou na frente do marcador, achou uma brecha e chutou no ângulo. Um tiro certeiro, sem chances para o então destaque da partida. Golaço. Que fez o Veranópolis se arriscar um pouco mais, porém sem força para ameaçar a defesa vermelha.
Na etapa final, o Inter começou um pouco nervoso. D’Alessandro se envolveu em uma disputa mais ríspida com dois marcadores e levou amarelo. Depois Fabrício trocou xingamentos com o zagueiro Edson Borges. O Veranópolis tentou crescer justamente neste momento, mas sem sucesso.
Aos 18, Edson Borges fez falta dura em Leandro Damião e levou o segundo cartão amarelo. Com a expulsão, o VEC ficou mais frágil. O Colorado ganhou mais campo para jogar. A vantagem númerica não garantiu tranquilidade. A equipe visitante insistiu até o final em um empate, que Muriel evitou em grande defesa após chute fechado de Ednei.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.