NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

domingo, 28 de abril de 2013

Vargas erra, Grêmio perde para o Juventude nos pênaltis e está fora do Gauchão

Juventude1x1Grêmio

O Grêmio está fora do Campeonato Gaúcho. O time tricolor teve pela frente o Juventude neste sábado e empatou em 1 a 1 pelas semifinais do segundo turno. Nos pênaltis Vargas perdeu e a equipe da serra ficou com a vaga ao vencer por 5 a 4. Sem chance de título, os portoalegrenses seguem com jejum de títulos que completará 3 anos.
Agora, o Ju enfrentará o vencedor de Internacional e Veranópolis na final do segundo turno do Gauchão. A definição do outro finalista ocorre no domingo. Caso seja o Inter, a final será com mando colorado, em Caxias do Sul. Caso seja o VEC, será no Alfredo Jaconi.


O Juventude passou longe de ser um adversário fácil para o Grêmio. Relembrando momentos de primeira divisão nacional, o time de Caxias do Sul enfrentou de igual para igual o oponente da capital gaúcha. Reflexo disso foi um primeiro tempo de forças iguais, muito disputado e com ataques rápidos de parte a parte.


Logo no começo da partida, André Santos deixou Zé Roberto na cara do gol. O meia poderia rolar para Vargas, mas tentou um cruzamento e deu na mão do goleiro do Juventude. O primeiro chute perigoso do alviverde veio somente aos 15 minutos. Diogo Oliveira recebeu de Zulu e chutou forte, mas errou a meta.


Aos 20 minutos, Vargas recebeu cruzamento e colocou na rede. No entanto, o árbitro havia parado o lance ao marcar impedimento. No entanto errou, e o gol seria legal.


Até os 35 do primeiro tempo, o jogo foi parelho. O domínio ao fim da etapa inicial, porém, se voltou ao Juventude. Aos 37, Diogo Oliveira dividiu bola com Pará dentro da área e pediu pênalti. Nada foi marcado. Dois minutos mais tarde o mesmo Diogo entrou pela direita e cruzou, mas a bola atravessou a área gremista sem a conclusão ao gol.


Não houve movimentação de placar até o apito derradeiro. "O gol não saiu, mas os espaços se abrirão no segundo tempo", disse Pará. "O importante é que o Grêmio entrou focado e sabe que é muito difícil jogar aqui. Faz tempo que eles não perdem em casa. Estamos tentando neutralizar as jogadas deles", completou Zé Roberto.


No segundo tempo, o Grêmio tentou assumir o comando da partida. Trocando passes, o time de Porto Alegre parecia procurar uma lacuna na defesa do Juventude. E achou. Aos 18 minutos, Barcos limpou da entrada da área e mandou uma bomba que parou na rede. O Pirata abriu o placar e rompeu jejum que durava mais de um mês.


Mas a alegria gremista durou 2 minutos. Cruzamento da esquerda e Diogo Oliveira subiu mais que André Santos e, de cabeça, colocou na rede. A defesa gremista reclamou muito do lance, queriam falta do atacante, mas nada foi marcado e placar novamente igual.


Aos 29, Dida evitou a virada. Chute de Adaílton de fora da área, e o goleiro pegou no reflexo. Aos 39 Rafael Pereira escorregou, Barcos entrou na área, chutou forte, mas o goleiro Fernando fez a defesa e impediu o gol gremista. O Grêmio pressionou até o último minuto, mas foi insuficiente e mais uma vez os pênaltis definirão o jogo.
Nos pênaltis
O experiente Zé Roberto foi o primeiro a bater pelo Grêmio e marcou. Alan bateu pelo Juventude e colocou números iguais no placar. Barcos recolocou o Tricolor na frente. Zulu fez 2 a 2. Fernando marcou o terceiro para o Grêmio. Adaílton chutou por cima e deu ao time de Porto Alegre a chance de avançar. Pará fez 4 a 2. Diogo recolocou o Juventude no jogo. André Santos, que havia falhado no gol do Ju, errou novamente e deixou em aberto a vaga. Moisés teve a responsabilidade de manter seu time vivo ou não. Bateu, e fez. Na segunda série, Vargas começou batendo e o goleiro Fernando defendeu. Gustavo bateu e tirou o Grêmio do Gauchão.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.