NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

segunda-feira, 26 de novembro de 2012

Celebridades que viraram deputados desfazem preconceitos


Dia de sessão deliberativa na Câmara dos Deputados. No café ao lado do plenário, duas mulheres cochicham. Máquina fotográfica em punho, olham hesitantes para uma das mesinhas à esquerda. Tomam coragem, põem um sorriso no rosto e se aproximam da cadeira ocupada por um deputado federal. Era Jean Wyllys (Psol-RJ), conhecido nacionalmente depois de vencer a quinta edição do Big brother Brasil. Alvo dos holofotes, parlamentares que ganharam fama antes de entrar na vida político-partidária chamama atenção nos corredores e não escapam da tietagem. O sucesso que lhes rendeu a vitória nas urnas, no entanto, também alimenta olhares desconfiados.

Rompendo rótulos e desfazendo preconceitos, algumas dessas celebridades provam que também podem exercer bem o papel de parlamentar. Eleito com 1.353.820 votos, Tiririca (PR-SP) apresentou oito projetos de lei e destinou R$13,5 milhões em emendas parlamentares à manutenção de hospitais e asilos, além de projetos culturais e esportivos. Também ganhou destaque por ser um dos oito deputados federais (em um universo de 513) que nunca faltaram a uma única sessão deliberativa.

Contrariando possíveis expectativas de jornalistas esportivos, quem também tem assiduidade exemplar é o ex-jogador de futebol Romário (PSB-RJ), que tinha fama de faltar aos treinos. Mais que isso: ídolo nacional, ele virou importante cabo eleitoral no segundo turno. Percorreu 58 mil quilômetros, subindo ao palanque em 62 cidades. Para isso, chegou a acordar antes do nascer do sol. "O problema das celebridades é que todo mundo tem a expectativa de que elas serão nulas no Parlamento. Nesta legislatura, isso não se confirmou", afirma o analista político e diretor de documentação do Departamento Intersindical de Assessoria Parlamentar (Diap), Antônio Augusto de Queiroz.

Voz ativa

Professor universitário, colunista e autor de três livros, Jean Wyllys se afastou da imagem de ex-celebridade instantânea. Com passado de lutas contra o cerceamento de direitos, não só da comunidade LGBT, mantém a mesma linha de atuação no Legislativo. É voz ativa por mais justiça social e tenta arrecadar as assinaturas de 171 deputados para apresentar uma proposta de emenda à Constituição em favor do casamento civil igualitário, permitindo a união matrimonial de homossexuais. Recentemente, foi premiado pelo Congresso em Foco como o melhor deputado de 2012.

Com passado de envolvimento nas discussões pautadas pelos movimentos sociais e participação em comunidades eclesiais da Igreja Católica, Jean Wyllys rebate quem afirma que ele não tem berço político. E critica a forma de fazer política de pai para filho. Em entrevista à TVDN, do Diário do Nordeste, falou da discriminação em relação aos parlamentares famosos. "A política precisa de renovação. Não precisa de preconceito."

Fonte: Diário de Pernambuco via Márcio Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.