NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

sexta-feira, 23 de março de 2012

Dívida pública federal cresce 1,9% em fevereiro e atinge R$ 1,83 tri




A dívida pública federal, que inclui os endividamentos interno e externo, cresceu 1,94% em fevereiro, na comparação com janeiro, ficando em R$ 1,83 trilhão. Os dados foram divulgados nesta quinta-feira (22) pela Secretaria do Tesouro Nacional.
A dívida interna registrou um aumento de 2,08% em fevereiro, para R$ 1,76 trilhão, ante R$ 1,72 trilhão, em janeiro.
Já a dívida externa registrou recuo de 1,23%, para R$ 75,8 bilhões, em fevereiro; em janeiro, a dívida externa registrada era de R$ 76,9 bilhões. A dívida externa é o resultado da emissão de bônus do tesouro no mercado mundial.
ENTENDA
A dívida pública federal representa o quanto o governo deve para outros governos, instituições nacionais ou internacionais e a sociedade. Ela é composta pela dívida pública mobiliária federal interna (credores nacionais) e dívida pública federal externa (credores internacionais).
Parte da dívida pública federal, chamada mobiliária, está em poder de investidores. Esses investidores compram títulos do governo, como o Tesouro Direto, por exemplo. Essa é a maneira encontrada pelo Estado de financiar suas operações sem ter de pegar dinheiro emprestado no mercado, a juros altos.
Grosso modo, o governo vende sua dívida à vista e paga em prazos predeterminados, com juros variáveis, mas também preestabelecidos. Os títulos brasileiros mais recorrentes são atrelados a taxa Selic e à inflação oficial.


Fonte: Folha.Com
Por Márcio Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.