NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

sexta-feira, 23 de março de 2012

Nasa encontra indícios de gelo no planeta mais próximo do Sol

 

Crateras na região polar de Mercúrio podem abrigar água congelada, dizem pesquisadores em trabalho publicado na ‘Science’


As áreas que brilham no radar, característica do gelo, coincidem com as crateras polares
Foto: Divulgação
   As áreas que brilham no radar, característica do gelo, coincidem com as crateras polares Divulgação


RIO - Um satélite da Nasa encontrou fortes evidências de gelo em Mercúrio, o planeta mais próximo do Sol, cuja a temperatura na superfície pode ultrapassar os 400 graus Celsius. O trabalho, publicado na revista “Science”, indica que os polos, nos quais crateras ficam permanentemente na sombra, chegando a ser chamadas de armadilhas geladas, podem ter água congelada.
A partir de informações enviadas à Terra pela Messenger, especialistas viram que as manchas próximas aos polos do planeta que aparecem intensamente em imagens do radar - uma característica do gelo – estão precisamente alinhadas com as crateras polares. Isto indica a presença de água congelada no local.
A Messenger é apenas o segundo satélite, após o Mariner 10 em 1970, a visitar o planeta. Até então, parte representativa da superfície de Mercúrio nunca fora mapeada.
Os brilhos nos polos já haviam sido detectados nos anos 1990 por um telescópio de rádio. Mas os cientistas não sabiam como era a superfície do planeta nestes locais, como explica Nancy Chabot, pesquisadora da Johns Hopkins University Applied Physics Laboratory
- As imagens mostram que as áreas de brilho no radar coincidem com as áreas de sombra permanente no polo Sul de Mercúrio - disse Chabot. - Perto do polo Norte, também vemos brilhos, somente em regiões de sombra. Os resultados indicam que a hipótese de gelo nos polos é consistente.
As evidências de gelo em Mercúrio ainda não podem ser consideradas provas. Em algumas crateras, o gelo teria que ser recoberto por uma fina camada de detritos, com 10 a 20 centímetros de espessura, que atuaria como isolante térmico, mantendo o gelo estável.
Lançado em 2004, o satélite Messenger entrou em órbita em torno de Mercúrio em março do ano passado. A Nasa anunciou recentemente que sua missão seria prorrogada até 2013.
 

Fonte: O Globo
Por Márcio Melo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.