NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

domingo, 30 de novembro de 2014

Inter e Palmeiras teve tapa, soco furado e tentativa de invasão, diz súmula

Lucas Uebel/Getty Images

* Bol - Troca de tapas, uma tentativa de soco e quase invasão de vestiário. Internacional e Palmeiras, neste sábado (29), teve tudo isto, de acordo com a súmula do árbitro Ricardo Marques Ribeiro. No registro oficial da partida que terminou 3 a 1 para o time gaúcho, e válida pela 37ª rodada do Campeonato Brasileiro, Fabrício e Bruno César são citados.
De acordo com o documento, Fabrício precisou ser contido por seguranças dos dois times e também por membros da arbitragem, para não invadir o vestiário do Palmeiras.

"Após ser expulso da partida e deixar o campo de jogo, e com a partida encerrada, já na zona mista, (Fabrício) tentou invadir o vestiário da equipe da S. E. Palmeiras, sendo contido, com extrema dificuldade, por seguranças de ambas agremiações e também pelos mencionados membros da arbitragem, que reportaram o fato ao árbitro da partida", escreveu Ricardo Marques Ribeiro no campo do relatório do assistente.
Horas antes, durante as entrevistas, o Internacional afirmou por meio de sua assessoria de imprensa que não houve nenhuma anomalia no deslocamento dos times para o vestiário após o jogo. O Palmeiras também não informou nenhum distúrbio.
Em outra parte da súmula, o árbitro também descreveu o que viu da confusão entre Fabrício e Bruno César. De acordo com Marques Ribeiro, o camisa 30 do Palmeiras deu um tapa no lateral do Inter e levou o revide na mesma moeda. E Rafael Moura por pouco não recebeu um soco.
"[...] Expulsei, diretamente, o sr. Bruno César Zanaki, atleta n° 30 da S.E Palmeiras, por desferir um tapa, seguido de um empurrão, no seu adversário, atleta n° 6 do S. C. Internacional, sr. Fabrício dos Santos Silva, na disputa de bola. Tendo em vista o fato narrado, houve um tumulto generalizado no campo de jogo envolvendo os atletas de ambas as equipes, jogadores substitutos e membros das comissões técnicas. Relato ainda que, o referido atleta expulso, mesmo após contido por seus companheiros de equipe, ainda tentou desferir um soco no rosto de seu adversário, atleta n° 11, sr. Rafael Martiniano de Miranda Moura, não obtendo êxito", descreveu o árbitro.
Fabrício também desferiu um tapa, segundo Ricardo Marques Ribeiro.
"Aos 45 (mais) 3 minutos do segundo tempo, expulsei, diretamente, o atleta n° 6, sr. Fabrício dos Santos Silva, da equipe do S.C. Internacional, por (após ter recebido um tapa seguido de empurrão) revidar com um tapa seguido de um empurrão no seu adversário n° 30, sr. Bruno César Zanaki, durante a disputa de bola", registrou o árbitro.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.