NOSSO BLOG

NOSSO BLOG

domingo, 31 de agosto de 2014

Botafogo bate o Santos com golaço em jogo de reverência ao goleiro Aranha

Reprodução

* Uol - Três dias depois de sofrer com insultos racistas na partida contra o Grêmio, pela Copa do Brasil, o goleiro Aranha foi recompensado com carinho e gestos de apoio no Maracanã. Com a bola rolando, porém, o arqueiro do Santos, que teve uma boa atuação, não conseguiu segurar o potente chute de trivela do meia Daniel, que deu a vitória ao Botafogo por 1 a 0 no Campeonato Brasileiro.

O momento mais marcante do embate no Rio de Janeiro partiu da torcida do Glorioso, que deixou a rivalidade de lado e cantou o nome de Aranha. Emocionado, o goleiro agradeceu os aplausos. Antes disso, os times entraram em campo com a faixa: "Somos preto. Somos branco. Somos um só".
Fases do jogo: O primeiro tempo foi caracterizado por boas oportunidades criadas e que tiveram a participação fundamental dos goleiros. Antes dos dez minutos, Jefferson fez boas defesas em chutes de Arouca e Robinho. Por outro lado, Aranha também teve trabalho e salvou o Santos em chute forte de Sheik de dentro da área.
Na etapa final, O Botafogo foi mais consistente e acabou sendo recompensado com um golaço do meia Daniel, que pegou de primeira e de trivela, de fora da área, sem chances para Aranha, aos 17 minutos. Já o Peixe desperdiçou sua grande chance de empatar aos 33, quando Leandro Damião recebeu dentro da área, chutou bem, mas o goleiro Jefferson fez uma excelente defesa com os pés.
O melhor – Aranha: No jogo seguinte à polêmica do racismo contra o Grêmio, o goleiro Aranha não demonstrou abatimento e fez uma boa partida, realizando defesas importantes, como num forte chute à queima-roupa de Emerson Sheik no primeiro tempo.
O pior – Rildo: Não estava em uma tarde inspirada. Dispersivo, acabou errando muito e não dando prosseguimento aos ataques santistas.
Chave do jogo: Vágner Mancini surpreendeu escalando Emerson Sheik mais recuado, quase como um meia. O esquema deu certo, pois o jogador desempenhou bem a função, atraiu a marcação e concedeu mais espaços a Daniel e Rogério.
Para lembrar: Muitos torcedores, a maioria deles, curiosamente, botafoguenses, levaram cartazes de apoio a Aranha e contra o racismo no Maracanã.
BOTAFOGO 1 X 0 SANTOS
Data: 31/08/2014 (domingo)
Local: Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Árbitro: Rodrigo Alonso Ferreira (SC)
Auxiliares: Kléber Lúcio Gil (SC) e Nadine Schramm Câmara (SC)
Renda e público: R$  231.585,00 / 12.221 pagantes e 14.285 presentes
Cartões amarelos:  Edilson, Emerson Sheik (BOT); Edu Dracena, Cicinho (SAN)
Cartões vermelhos:  Nenhum
Gols: Daniel, aos 17 minutos do segundo tempo (BOT)

BOTAFOGO
Jefferon, Edilson, Bolívar, André Bahia e Junior Cesar; Bolatti, Gabriel, Ramirez (Rodrigo Soutto) e Daniel (Wallyson); Emerson Sheik e Bruno Correa (Rogério)
Técnico: Vágner Mancini

SANTOS
Aranha, Cicinho, Edu Dracena, David Braz e Mena (Zé Carlos); Alison (Souza), Arouca e Lucas Lima; Rildo, Thiago Ribeiro (Leandro Damião) e Robinho.
Técnico: Oswaldo de Oliveira

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Observação: somente um membro deste blog pode postar um comentário.